Dicas de Saúde

Ansiedade e depressão não são quadros opostos

Psiquiatria em Brasília DF

Ambos têm sintomas em comum e podem aparecer na mesma pessoa

Muitas pessoas acreditam que depressão e ansiedade são quadros opostos, mas isto não é verdade. Existem muitos estudos a cerca destas doenças, e o que se pode observar é que o diagnóstico de depressão pode passar para um quadro de ansiedade em 2% dos casos e no sentido contrário, ansiedade para a depressão em 24% dos casos. Por isso é importante buscar a ajuda de um especialista para evitar que o quadro se agrave.

Leia mais...

Crianças e adolescentes também podem ter TOC; saiba identificar os sintomas

Excesso de ordem ou limpeza e medo de contaminação são alguns dos sinais da doença

Comportamentos repetitivos, como querer levar sempre o mesmo brinquedo para o banho ou preferir que os alimentos sejam organizados no prato, são característicos de algumas fases do desenvolvimento infantil. Mas, se a não realização de certos rituais do dia a dia começar a causar sofrimento, interferir nas atividades ou tomar muito tempo do dia da criança, pode ser que ela tenha TOC (transtorno obsessivo-compulsivo), um distúrbio psiquiátrico de ansiedade, que se manifesta pela presença de obsessões e/ou compulsões.

Leia mais...

Dormir mal pode aumentar o risco de ter Alzheimer, diz estudo

Dormir mal pode aumentar o risco de ter Alzheimer, diz estudo

Problemas de sono interagem com alguns processos comuns dessa doença

Dormir não tem contraindicações, muito pelo contrário: melhora a disposição, a saúde do coração, entre muitos outros problemas. E agora, os cientistas podem incluir nessa lista a redução das chances de ter Alzheimer, graças a um estudo apresentado na Conferência Internacional da Associação de Alzheimer, conduzido na Universidade da Califórnia, em Berkeley (Estados Unidos).

Leia mais...

Síndrome do pânico

O que é Síndrome do pânico?

A síndrome do pânico é um tipo de transtorno de ansiedade no qual ocorrem crises inesperadas de desespero e medo intenso de que algo ruim aconteça, mesmo que não haja motivo algum para isso ou sinais de perigo iminente.

Quem sofre do Transtorno de Pânico sofre crises de medo agudo de modo recorrente e inesperado. Além disso, as crises são seguidas de preocupação persistente com a possibilidade de ter novos ataques e com as consequências desses ataques, seja dificultando a rotina do dia a dia, seja por medo de perder o controle, enlouquecer ou ter um ataque no coração. 

Causas

As causas exatas da síndrome do pânico são desconhecidas, embora a Ciência acredite que um conjunto de fatores possa desencadear o desenvolvimento deste transtorno, como:

Leia mais...